SCALPING E ARBITRAGEM SÃO A MESMA COISA?

microestrutura de mercado
O QUE É MICROESTRUTURA DE MERCADO?
27 de agosto de 2019
scalping sempre funciona?
SCALPING SEMPRE FUNCIONA?
29 de agosto de 2019
Scalping e arbitragem

S            É fato comum entre muitos traders iniciantes a confusão de conceitos que guardam certa semelhança. Entre essas confusões, uma muito comum é a presente na seguinte pergunta: Scalping e Arbitragem são a mesma coisa?

            Pode até ser que em um primeiro momento essas estratégias pareçam ser as mesmas. O scalping, resumidamente, pode ser entendido como a estratégia de day trade que busca aproveitar as inconsistências na movimentação do preço de um ativo negociado no mercado, tendo em vista os efeitos provocados pela atuação de um player de grande porte. O objetivo do Scalper seria pegar pequenos ticks na movimentação diária no preço do ativo e ganhar no volume de operações, algo que, pelo menos conceitualmente, é muito mais fácil de fazer do que participar de longos deslocamentos de preço.

           Já na arbitragem, o operador também busca se aproveitar da inconsistência no preço de um determinado mercado (podendo ser índice, equity, moeda, etc.), porém a operação envolve dois mercados distintos.

            Sendo assim, qual a melhor forma de operar: Scalping ou arbitragem? Para responder a isso, vamos ver algumas das vantagens e desvantagens de cada método.

Vantagens e desvantagens do Scalping e da Arbitragem

            O Scalping se baseia em um mecanismo inerente do mercado: a própria formação de preço dos ativos. O objetivo do trader é participar de vários movimentos ao longo do dia e obter ganhos consistentes, ainda que pequenos, mas cuja soma final resultará em um ganho substancial.

            Com isso, o risco a que o scalper está sujeito tende a ser pequeno, pois, caso erre a operação, as perdas também serão pequenas e ele terá chance de ficar positivo já nos próximos trades, ainda mais se considerarmos que, em certos mercados, um Scalper chega a fazer de 50 a 70 trades em um único dia.

            Como o objetivo do Scalper não é “prever o futuro”, nem acertar grandes movimentações de preço, ele se aproveita de algo que é indissociável do mercado: grandes players agredindo ordens de compra ou de venda no book e ocasionando a respectiva movimentação do preço. Nesse sentido, a taxa de acertos de um Scalper bem treinado também tende a ser alta, algo entre 80 e 85%, o que de certa forma reduz a pressão psicológica e a montanha-russa emocional pela qual muitos traders acabam passando.

            Outro ponto fundamental para o Scalper é a extrema agilidade. Como essas inconsistências de preço ocorrem rapidamente, é impossível aproveitar as oportunidades se você não tiver rapidez na execução das ordens. Decorre disso também a necessidade de foco e atenção total na tela, o que faz o Scalper ficar com os olhos “colados” no monitor, sem fazer absolutamente mais nada.     

            Já na arbitragem, a rigor, não existe qualquer risco. Uma vez que a diferença de preço de um ativo tenha sido identificada entre dois mercados distintos, basta comprar em um e vender em outro. Nesse tipo de operação, não há qualquer risco de exposição direcional no mercado.

            Portanto, arbitragens são operações quase que garantidas, com lucro pré-determinado, algo que nenhuma outra forma de trading – nem mesmo o scalping – jamais poderá oferecer. O grande problema é que, atualmente, está cada vez mais difícil surgir oportunidades de arbitragem e, quando isso ocorre, elas são rapidamente aproveitadas por robôs extremamente velozes, conhecidos como HFTs (High frequency Trading).             A infrequência e a dificuldade que atualmente o mercado apresenta em se tratando de arbitragem, tornam muito difícil construir uma metodologia de trading baseada exclusivamente nela. Por isso, para quem gosta de trades mais rápidos, não resta outra opção a não ser o scalping. É da nossa opinião que o scalping é a melhor forma de operar day trading atualmente e, possivelmente, o mais próximo possível que você irá chegar de uma operação “segura”, desde que, obviamente, você esteja disposto a passar por todo o processo de formação de traders, até adquirir as habilidades indispensáveis para ser tornar bom Scalper