Artigos

Quando é a hora certa de stopar?

Tem uma passagem com esse tema que me marcou muito e que ocorreu entre 2006 e 2007. Fomos almoçar no Nova Opção (restaurante na Rua 3 de Dezembro em SP) e estávamos eu, o diretor da corretora e um dos melhores operadores autônomos de dólar.

A maior parte da conversa desse almoço percorreu questões operacionais entre ele e o diretor da corretora, mas fazia tempo que eu queria fazer umas perguntas para esse cara e nunca tinha tido oportunidade.

Depois de um tempo de espera, consegui questionar algumas coisas de mercado e na primeira brecha perguntei: “Cara, com quantos pontos você stopa?”

Naquela época eu não sabia o quanto essa era uma pergunta sem resposta… pelo menos se fosse feita sem contexto!

Ele respondeu assim: “ahhh depende… depende da operação”

Não era essa resposta que eu queria ouvir dele. Queria ouvir algo assim: “Stopo quando volta ‘X’ ticks/pontos/centavos contra minha posição”.

Mesmo insistindo, tentando dar alguns exemplos, mas ele manteve a coerência e respondeu algo mais ou menos assim: “Cara, é tudo um conjunto, o que me motiva entrar é que determina onde vou sair…”

Demorou bastante tempo para eu entender o que significava, de verdade, essa frase.

Esse cara só stopava quando as variáveis que o tinham motivado a entrar comprado comprado ou vendido não estivessem mais presentes, independentemente do quanto tinha andado contra (mas é óbvio que ele tinha um limite).

Só que, na realidade, a maior parte das operações que davam certo, segundo ele, já nascia dando lucro. Ou seja, uma operação boa não costumava vir contra, para depois ir a favor…

Aquilo ficou na minha cabeça e eu comecei a perceber que em várias operações que eu fazia, o primeiro movimento logo depois da minha entrada, era contra minha posição…

Alongar o stop seria ir contra ao que todos dos traders consistentes que operavam na corretora faziam… Eu mesmo questionei algumas vezes e só ouvi respostas assim:

– “Alongar o stop é ruim porque se perder 2 operações num dia, dependendo do quanto perdeu, será impossível encerrá-lo no positivo…”

– “ Stope curto, porque você pode errar e entrar de novo…”

– “Tem várias operações que vão dar errado, mesmo com stop longo…”

– “Cuidado com o stop longo, porque você já nem sabe o motivo de ainda estar na operação…”

Todas essas frases são verdadeiras, mas a última carrega um ensinamento especial:

“Por que você está na posição?”

Já parou para pensar que você precisa de um fator fundamental para ganhar dinheiro após entrar no mercado? Uma vez que você compra/vende, por qualquer razão que seja, você precisa que um grande participante ou mais traders enviem ordens de compra/venda suficientes para consumir toda a liquidez disponível nos próximos níveis de preço.

Até aí ok…

Agora, se você compra e esse grande participante (ou vários traders) não consome a liquidez presente nas ofertas de venda, e, ao contrário, outros traders começam a consumir as ordens de compra, concorda comigo que tem algo errado?

Não significa que não pode subir mais tarde, mas se você comprou, é preciso ver compradores agredindo as ofertas de venda, e se você está vendo vendedores agredindo as ofertas de compra, é provável que você esteja fora de sintonia com o mercado…

De novo: não significa que a operação não possa dar certo, mas é o timing que está errado. Você pode estar na direção certa, mas na hora errada!

Foi com este raciocínio que foquei em melhorar meu timing de entrada… esse é o primeiro passo na correção de rota!

Grande Abraço e Atitude Vencedora!
André Antunes

E se você tem interesse em conhecer mais, recomendo que Matricule-se agora mesmo no Programa Gratuito Formação de Trader

Tags
Ver Mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo