Por que Tape Reading

daytrade-20anos-atras

Já parou para pensar como era o mercado 20 anos atrás, especialmente para day traders? Nem todo mundo tinha PC, não existiam plataformas gráficas e quase não havia internet. Contudo, já havia operadores de sucesso. Eles focavam exclusivamente na leitura de mercado para tomar suas decisões. Com surgimento dos PCs acessíveis e principalmente com o avanço da internet surgiram inúmeras plataformas, possibilitando acesso ao mercado a qualquer pessoa e de qualquer lugar do mundo. Com esse avanço tecnológico, consequentemente foram criados inúmeros indicadores técnicos. Vários, e vários mesmo.

Até aqui nada de errado.

Vários traders (dessa nova leva de pessoas interessadas no mercado brasileiro que surgiu de 2003 para cá) passaram a fixar os olhos nos indicadores e não na leitura dos preços (na leitura do processo de formação de preços). É curioso, pois todos os indicadores derivam de preços, assim os traders assumem que estão focando num indicador secundário ou “atrasado” como é chamado na linguagem dos economistas.

É justamente aqui que o problema começou a aparecer…

Vou copiar logo abaixo o trecho da apostila que escrevi para os alunos da Scalper Trader. É um trecho que fala sobre percepção e leitura de mercado.

Olhe a figura abaixo e pense o que ela representa para você.

analise-tecnica-daytrade

Escreva abaixo o que esta figura representa para você. Não se preocupe com certo e errado, apenas escreva o que julga relevante na imagem. Pense sobre o que ela significa, o que descreve e que tipo de oportunidade pode gerar etc.

________________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________________

 

Reflita sobre como você chegou a essas conclusões, ou seja, como, quando, com quem e por que aprendeu isso que escreveu acima.

________________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________________

________________________________________________________________________________________________

No primeiro campo acima as respostas são quase unânimes:  “representa que os preços vieram de um patamar até outro…” ;  “representa o que esta acontecendo no mercado num determinado momento…” ;  “representa uma oportunidade de compra, por ser um martelo (candle de alta)…” , dentre outros.  Já, as respostas do segundo campo costumam ser: “todos os livros, cursos e sites que conheço descrevem os candles/barras como fiéis representantes do que esta acontecendo no mercado e ainda como geradores de oportunidades…” ;  todos traders que conheço utilizam candles/barras para acompanhar o mercado e para definir critérios de entrada/saída das operações…”  ; “todos os softwares de análise (vendors) compilam a informação desta forma…” etc.

Agora vou descrever algo que vai ajudá-lo a entender o porquê de candles e barras do gráfico não refletirem a verdade, ou seja, o que de fato esta acontecendo no mercado.

Aquela figura acima, só mostra duas coisas. Primeira: a faixa de preços que foram negociados ao longo do período de cada barra/candle. E segundo: diz um pouco sobre a evolução dos preços a partir da abertura da barra até o seu fechamento.

Agora olhe só o que os candles e barras do gráfico não mostram. Não mostram o quanto foi negociado a cada nível de preço. Não mostram, exatamente, em que momento os negócios estavam sendo realizados, ou seja, a evolução fiel dos preços (Esta última informação pode ser obtida diminuindo o tempo gráfico). E não para por ai: Candles não mostram se a maior parte dos traders está comprando ou vendendo, não mostra se foi o comprador ou o vendedor quem gerou o negócio (agressão, justamente uma das variáveis mais importantes), não mostra o nível de agressividade dos players em fechar negócios, não mostra o tipo de operador e nem o prazo operacional (se um day trader girando ou se um operador de longo prazo montando uma posição grande), não mostra o nível de atividade dos negócios (se foram realizados negócios de 100 ações ou negócios de 50.000 lotes), não mostram as posições prévias que os players carregam na compra ou venda, não mostram se os players estão abrindo posição (iniciando uma aposta, o que carrega energia potencial) ou zerando posição (fechando uma aposta, o que não carrega energia potencial) e também não mostram o nível atual de intenção de oferta e demanda.

Há ainda fatores psicológicos e potenciais, os quais não são percebidos por candles e barras. São eles: Não mostram o nível de convicção dos comprados e vendidos, nem a que preço vão zerar suas posições, não mostram nem se e nem como players vão reagir às mudanças nas demais variáveis, não mostram quantos players estão atuando e nem seus perfis de atuação.

Depois dessa extensa lista de fatores que não vemos através de gráficos, você pode questionar. “De fato, não vejo estes fatores através dos gráficos, entretanto, eles não são possíveis de serem vistos…” Essa afirmação é meia verdade. De fato, a maior parte das variáveis não podem e nunca serão conhecidas por nós, pois dependeria de adivinharmos o que demais traders estão fazendo ou ainda, o que irão fazer. Entretanto, outras variáveis são conhecidas e levadas em conta pela maior parte dos traders que efetivamente entendem da atividade.

Não se preocupe em saber exatamente quais as variáveis relevantes nesse momento, preocupe-se apenas em acreditar o fato de você conhecer algumas variáveis não implica que elas não existam. Não é porque não temos acesso a essas variáveis que elas não são importantes.

Dando continuidade ao tema de “percepção e mercado” apresentarei outra forma muito comum através da qual traders são instruídos a operar: Indicadores Técnicos ou Indicadores de Análise Técnica.

É comum que traders utilizem uma forma de manipular a informação do mercado com intuito de tomar decisões, ou inda com intuito de torná-las mais precisas.

Os indicadores mais comuns utilizados pela maior parte dos traders (maiores em número e menores em tamanho) são as médias móveis, MACD, TRIX, ADX, IFR, Bandas de Bollinger, Hilo Activator, etc. Independentemente de qual seja o indicador, a maior parte deles é baseada em preço de fechamento (seja fechamento de uma barra de 5 minutos ou mesmo fechamento de diário). Cada indicador possui uma fórmula específica e gera uma informação derivada, justamente chamada de indicador. O que quero dizer aqui é que, assim como os candles ou barras, os indicadores estão longe de representar a realidade do mercado. São meras manipulações de preços ou fórmulas matemáticas que geram indicações, e só. Os indicadores não mostram nenhuma daquelas variáveis descritas acima, portanto, apesar de serem úteis como sinalizações de compra e venda, pouco dizem sobre o que de fato esta acontecendo nos mercados.

A grande lição que devemos tirar desta parte é: Existem outras formas de acompanhar o mercado, que não são através de gráficos. Nem todo trader olha para o mercado da mesma forma que você foi instruído (até o presente momento) a olhar. Se você, até o momento julgava que candles ou indicadores representavam o mercado sugiro fortemente que reconsidere. Não estou sugerindo que você não se utilize candles ou indicadores, mas sim que acredite que eles não são o reflexo da realidade. Esse entendimento permitirá que você abra sua mente e assim desenvolva outras formas de interação com o mercado. (FIM DO TRECHO).

Você conseguiu perceber o que mudou de uns anos para cá? As pessoas confundiram os gráficos ou ainda os indicadores, com o mercado. É uma diferença muito sutil, mas que quase ninguém percebe. Eles parecem que são a mesma coisa, porém, não são.

A melhor definição de mercado que eu consegui descrever até hoje é: Equilíbrio dinâmico influenciado por ofertas de compra e venda. Essas ofertas por sua vez, vêm de players com tamanhos distintos, com propósitos distintos, com visões (estilos ou conceitos de atuação) distintas e principalmente baseados em expectativas distintas. Isso é o mercado. Portanto, sua forma de acompanhar o mercado deve levar em conta essas questões.(mesmo que você nunca tenha acesso a todas). Os gráficos, por sua, vez são meras sintetizações de preço e só.

Se você insistir em olhar/perceber o mercado PELA sua estratégia você não conseguirá enxergar o que realmente esta acontecendo. Você vai acabar querendo que o mercado se encaixe no que você quer que aconteça, perdendo a maior essência que é aceitar o fluxo dos mercados.

É por isso que aprender sobre tape Reading (ou leitura de fluxo de ordens) é importante. Tape Reading é a única forma de acompanhar o mercado com neutralidade. É a única forma de ler o que o mercado esta dizendo. E é a única forma de manter a mente 100% aberta para qualquer movimento que o mercado faça.

Quando você tiver alguma dúvida sobre a eficácia dessa forma de pensar, pare e reflita sobre por que mais de 90% das pessoas que tentam fazer day trade acabam perdendo dinheiro ou desistindo pelo tempo.

Bom, acho que esse artigo ficou grande demais e é bom parar por aqui para você não cansar e conseguir absorver tudo. Só para resumir, a mensagem que quero deixar é que de uns anos para cá, as pessoas confundiram o mercado, com os gráficos e indicadores. Passaram a olhar para suas plataformas operacionais como se só aquilo fosse o puro reflexo da realidade e assumindo que todos os demais traders também usavam aquela mesma tela para tirar conclusões sobre direção de preço.

Se quiser ser um bom day trader foque na leitura objetiva de mercado. A sua estratégia é apenas o motivador da operação.

Complementando o que Antunes disse no post anterior: “Por isso é ruim falar grafês…”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo