O TRADE DE 1 BILHÃO

Como ficar rico
COMO FICAR RICO COM AÇÕES?
18 de setembro de 2019
Como operar DI
COMO OPERAR DI?
23 de setembro de 2019
O trade de 1 bilhão

        Você já se perguntou qual é o máximo possível de dinheiro que um trader pode ganhar? Em um cenário ideal, com excelentes oportunidades e um trader experiente, qual seria o limite de ganho? $10 milhões? 100? E se eu te disser que o maior trade da história foi de mais de $1 bilhão em um único dia?

George Soros e a quebra do Bank of England

            Em 1979, como parte de atos preparatórios para o que posteriormente se tornou o Euro, países europeus, como a Alemanha e a Inglaterra, implementaram o ERM, ou Exchange rated mechanism, uma política monetária que previa o estabelecimento de metas prévias de variação entre a taxa de câmbio das diferentes moedas entre os países, de modo a garantir que nenhuma delas se valorizasse ou desvalorizasse demais em relação à outra, criando uma paridade mínima no poder de compra de cada nação.

            Em outubro de 1990, a Inglaterra aceita fazer parte do ERM e concorda com uma margem de variação de 6% para sua moeda – a libra esterlina – em relação ao marco alemão, ou seja, a partir daquela data, a libra não poderia estar mais do que 6% mais cara ou 6% mais barata do que o marco alemão. A base para o cálculo dessa variação era a cotação vigente à época, de 2.95 marcos alemães por libra esterlina.

            A forma como esses governos pretendiam fazer para que isso ocorresse na prática era por meio de sucessivas intervenções no mercado internacional de moedas, com “contratrades” que evitassem a excessiva valorização ou desvalorização da libra frente ao marco alemão.

            O problema disso é que os indicadores da economia britânica, à época, tendiam a ser muito piores do que os da Alemanha. A inflação inglesa era 3 vezes maior do que a alemã e os britânicos se encontravam bem no final de um ciclo de rápida expansão econômica, indicando que, provavelmente, entrariam em recessão em breve.

            Com isso, muitos especuladores se posicionaram contra a libra esterlina, realizando vendas a descoberto em massa da moeda, acreditando que, mais cedo ou mais tarde, esses fatores da economia inglesa forçariam a queda da libra esterlina.

            Um dos principais especuladores apostando contra a moeda britânica era o magnata George Soros que, sozinho, possuía uma posição vendida de mais de $ 10 bilhões contra a libra esterlina.

              Para conter a venda a descoberto em massa de sua moeda, o governo britânico passou a gastar bilhões com a compra de libras esterlinas nos mercados internacionais, além de oferecer títulos com um aumento dos juros de 10% para 15%, na estratégia de atrair os especuladores agora para posições compradas em libra, desistindo assim de suas posições vendidas.

            Entretanto, Soros e os especuladores não acreditaram que o governo britânico teria condições de honrar o pagamento desses títulos e permaneceram em suas posições vendidas. Após uma reunião emergencial, a Inglaterra foi forçada a sair do ERM, o que permitiu que a taxa de câmbio flutuasse livremente de acordo com o mercado, evento este que fez a cotação da libra cair vertiginosamente, como haviam previsto os especuladores.

            Então, em 16 de setembro de 1992, George Soros encerrou sua posição com um lucro de mais de $1 bilhão em um único dia. Esse dia se tornou tão emblemático que ficou conhecido como “quarta-feira negra”, o dia em que o Banco Central inglês (Bank of England) quebrou e George Soros ganhou fama mundial.

O que isso significa para você?

            Essa história serve para ilustrar bem o mundo de possibilidades do Trade. Nosso objetivo na Scalper é te formar como trader, te tirando do zero até se tornar um trader 4D, que fatura pelo menos 4 dígitos por dia operado. A partir daí, o céu é o limite e só você pode determinar o seu potencial máximo.