O QUE É VENDA A DESCOBERTO? VALE A PENA?

Quanto dinheiro para começar no day trade
DE QUANTO DINHEIRO PRECISO PARA COMEÇAR NO DAY TRADE?
9 de setembro de 2019
Como enriquecer
COMO ENRIQUECER NA BOLSA DE VALORES?
11 de setembro de 2019
venda a descoberto

A ideia tradicional que o público em geral alimenta sobre o mercado de ações e, mais especificamente, a de aplicar dinheiro na Bolsa de Valores, é centrada na alta dos preços das ações ali negociadas, nos moldes do mantra popular “compre na baixa e venda na alta”.

Entretanto, comprar na baixa para vender na alta representa apenas um dos dois lados da moeda no trading. Se só pudéssemos ganhar dinheiro quando o mercado ou uma ação estiver em alta, então grande parte do potencial de renda no trade estaria comprometido. Precisamos lembrar que o trader é, em essência, um especulador, não interessando para ele se o mercado sobre, desce, fica altamente volátil ou o que quer que seja. O que interessa é ganhar dinheiro e fazer isso de modo consistente.

Enquanto um investidor aposta sempre em um futuro promissor para as empresas que investe, tornando-se sócio delas, o trader busca realizar operações lucrativas em qualquer direção, modo ou situação de mercado. De fato, se nos lembrarmos da última grande crise global (a de 2008), é possível encontrar muitos operadores em Wall Street que fizeram fortunas, mesmo com grande parte da economia caindo ladeira abaixo e com bancos multibilionários gigantescos indo à falência.  

            Mas como é possível um trader fazer dinheiro, enquanto o mercado inteiro se encontra em colapso? Para responder a isso, precisamos entender o que é uma Venda a Descoberto.

O que é Venda a descoberto?

            Em uma única frase, venda a descoberto é uma operação na qual você vende aquilo que ainda não tem. Esse tipo de operação permite a você se aproveitar da queda de preço de um ativo, para que lucre initerruptamente, independentemente da situação que o mercado apresentar.

           Chamamos a posição do trader que faz uma venda a descoberto de “posição vendida” (ou Short, se utilizarmos a denominação em inglês), em contraposição à posição comprada (ou Long), que é a posição tradicional de alguém que compra, esperando a subida de preço do ativo.

            Mas como funciona uma venda a descoberto na prática? Bem, o método mais comum de se posicionar para uma venda a descoberto se dá através do aluguel de ações. Imagine a seguinte situação: você identifica que uma determinada ação está sendo negociada atualmente a R$ 10,00. Entretanto, alguns fatores que você analisou lhe indicam que essa ação irá cair de preço nos próximos 30 dias, provavelmente para algo em torno de R$ 7,00. Você então aluga por 30 dias essas ações de alguém que as possui, fixando um preço de R$ 1,00 por ação.

Após, você vai ao mercado e vende todas as ações alugadas pelo preço atual, de R$ 10,00 por ação. Passados os 30 dias, caso sua análise estiver correta, as ações caem para R$ 7,00 e novamente você volta ao mercado, recompra a mesma quantidade de ações para devolvê-las à contraparte, lucrando a diferença entre o maior e o menor preço que, descontando da taxa do aluguel, lhe trouxe o resultado foi de R$ 2,00 por ação.

            Esse exemplo simples já pode te dar uma ideia de como grandes traders conseguem fazer dinheiro, mesmo em épocas de crise. Com isso, a lucratividade constante se torna uma possibilidade, ora por meio de operações compradas (mercado/ativo em alta), ora por meio de operações vendidas (mercado/ativo em baixa).

Riscos da operação de venda a descoberto

            Vender a descoberto pode parecer algo bastante empolgante e, até mesmo, uma “fórmula mágica” para lucrar constantemente, mas não se engane: essa operação envolve riscos e, regra geral, em uma proporção muito maior do que as operações compradas (Long position).

            Ao contrário do que acontece nessas operações, onde o risco é predeterminado (no caso de uma compra, o risco, mesmo sem stop, está restrito ao que você gastou quando adquiriu o ativo), na venda a descoberto esse limite não existe.

            Caso você erre sua previsão e o preço do ativo comece a subir rapidamente, suas perdas se multiplicarão de forma descontrolada, potencialmente acima do que você esperava. Além disso, como você não precisa do dinheiro total para dar início à operação – apenas do valor do aluguel por ação – há sempre o risco de assumir uma posição grande demais em relação a sua capacidade de pagar, caso o mercado não se comporte conforme sua expectativa.

            Por isso, podemos dizer que a venda a descoberto, quando mal executada, é o método mais rápido para quebrar em Renda Variável. Assim, só é recomendada para traders altamente experientes, tornando-se, neste caso, uma ferramenta excelente para lucrar em cenários de queda acentuada.