Como Investimento Ativo pode elevar sua rentabilidade – 2 dicas práticas!

Compro, vendo, ou fico fora neste EXATO momento?
Compro, vendo, ou não faço nada?
10 de dezembro de 2018
Investir ou Girar? Descubra a diferença entre os 2 conceitos
Investir ou Girar? Descubra a diferença entre os 2 conceitos
14 de dezembro de 2018

Você já pensou em turbinar a rentabilidade de suas aplicações?

Apesar de não ser uma tarefa fácil, é possível, sim, ter uma rentabilidade superior a das aplicações financeiras se você tiver tempo, dedicação e seguir um plano coerente!

Antes de te explicar como isso é possível, deixa eu te contar um conceito importante.

Investimento Passivo e Investimento Ativo, qual a diferença entre eles?


O termo investimento passivo é usado quando um fundo ou mesmo uma pessoa física aplica em um instrumento e visa buscar a rentabilidade desse instrumento.

Por exemplo, se você comprar Dólar hoje e decidir ficar comprado em Dólar por um longo tempo, você está “passivo” na linguagem usada entre os profissionais.

Você está “passivo”, porque sua rentabilidade estará 100% atrelada à rentabilidade do Dólar, ou seja, se a moeda subir você ganha e se ela cair você perde.

Na verdade, mesmo que você tenha uma carteira diversificada composta por Títulos do Tesouro, Dólar, Ações e Imóveis, dependendo da sua estratégia para entrar e sair desses ativos, você está assumindo um investimento passivo.

Quero deixar claro que não tem nada de errado nisso…

Desde que você esteja usando uma técnica coerente para selecionar os ativos, você terá uma rentabilidade adequada para o nível de risco!

E os Investimentos Ativos,André?

Bom, eles são taxados de “ativos” justamente porque existe uma estratégia dinâmica para entrar e sair do mesmo ativo.

No começo de janeiro de 2013, o Índice Bovespa estava na casa dos 61.000 pontos e no começo de 2017 ele também estava na casa de 61.000 (repare na linha horizontal).

Se você tivesse aplicado em janeiro de 2013 e esperasse até 2017, a rentabilidade seria praticamente nula!

Entretanto, nesse mesmo período, o Índice chegou negociar a 37.046 pontos (mínima) e também chegou negociar numa máxima a 65.291 pontos, o que é uma oscilação bem expressiva!

ibovespa-2010

Até aqui sem novidade nenhuma, mas você deve estar imaginando: Qual critério eu devo usar para comprar e vender esse ativo?

E é aqui que a maior parte das pessoas físicas peca e acaba achando que é perigoso!

A maior parte dos materiais disponibilizados para essa finalidade (entrar e sair de um ativo) é baseada em técnicas simplistas e sem um fundamento que suporte essas técnicas.

Basicamente, tudo que se ensina sobre investimento ativo é baseado no estudo do próprio preço. Ou seja, as pessoas tentam extrair uma conclusão sobre futuro baseadas no histórico de preços do determinado ativo e em padrões de comportamento.

Na verdade, o único erro de tudo isso é que essas pessoas acreditam que a resposta do futuro esteja no estudo do passado, sendo que o que de fato ocorre é o seguinte: o futuro não está escrito!!

Por que é tão difícil acertar?


Quantas vezes você já tentou prever se um ativo iria cair ou subir num determinado período?  E quantas vezes isso deu certo?

Provavelmente poucas, não é mesmo? E se isso aconteceu com você, provavelmente você achou que esse tipo de Investimento Ativo fosse perigoso!

Mas a culpa disso não é sua…

Nós não temos como saber de tudo, e especialmente quando existe muita informação desencontrada.

O que poucos sabem (ou sabem, mas prestam atenção) é que o mercado não reflete a informação corrente ou passada e sim a informação futura…

Lembra daqueles dias que você leu o jornal pela manhã, não viu nada de mais, mas o bolsa disparou 4%?

Sabe por quê?

Porque alguém (ou um pequeno grupo de grandes players) tinha alguma informação (privilegiada ou não) de que a precificação das ações estaria defasada.

Essa informação vai desde uma análise bem feita sobre o futuro da empresa até mesmo a uma informação privilegiada e que impactasse o fluxo da caixa dessa empresa (como por exemplo , aumento de impostos).

É assim que o mercado funciona… olhando para frente!!!  

E isso gera o que acadêmicos chamam de Assimetria de Informação!

Tá, André, mas como eu sei o que vai acontecer?

Infelizmente nós não temos como saber o que vai acontecer. Nós não temos como competir com um banco ou gestora de recursos na análise de ativos financeiros e muito menos como competir com alguém muito bem relacionado (seja entre empresas ou no governo).

Para piorar, esses players com informação superior costumam operar lotes extremamente grandes e a própria decisão de comprarem ou venderem já faz os preços subirem ou caírem durante a montagem da posição.

Por exemplo, imagine que um gestor de um grande fundo faça uma análise sobre o cenário e decida comprar Dólar. Não temos como saber quais premissas ele estaria considerando!!

Imagine que ele tivesse 2.000 contratos para comprar. O que é absolutamente normal entre grandes players.

Te pergunto: Como esse gestor faz para comprar?

Na imagem abaixo temos um Book de Ofertas do Dólar Futuro. Na coluna da esquerda temos todos os lotes que estão na fila de compra ao lado de seus respectivos preços e na coluna da direita temos o total de lotes ofertados por vendedores e seus respectivos preços.

A questão é: Será que alguém coloca uma ordem de compra de 2.000 lotes no Book de Ofertas e espera ser executado?

Muito improvável né? O mercado perceberia a real intenção do player de comprar e sairia comprando na frente (front running) fazendo este player pagar cada vez mais caro.

O mais intuitivo é imaginar que este player vai fracionar o lote a ponto de tornar sua influência no mercado o menos impactante possível.

Imagine que ele vá comprar de 50 em 50 contratos por vez! No exemplo acima, o melhor comprador paga 5.235,50 e o melhor vendedor oferta a 5.236,00. Como você faria para comprar os primeiros 50 lotes?

Você teria algumas opções:

1º Pagar 5.235,50, entrar atrás da fila de quem já estava pagando e esperar ser executado. (Obs: não vou considerar a hipótese de pagar menos que 5.235,50 porque além dos 50 contratos este player teria mais 1.950 para comprar o que o deixa numa situação de não ter que barganhar o melhor preço)

Aceitar comprar os 50 contratos a mercado e fechar instantaneamente o negócio aceitando pagar 5.236,00. A isso damos o nome de “agredir”. Nesse caso é uma agressão de compra, porque o comprador foi quem tomou a iniciativa e aceitou pagar o preço que o vendedor pedia.

É de se imaginar que este player tente comprar a 5.235,50, mas o que acontece se ele não for executado? Ele tem que aceitar comprar no preço que o vendedor está ofertando, correto?

É exatamente isso que costuma ocorrer…

Players com lotes grandes costumam agredir para fazer suas posições no mercado porque têm urgência em executar e especialmente porque costumam ter mais lotes.

Se não podemos competir por informação futura, então devemos fazer o que?


Como nós não temos como competir por informação futura com esses players, nos resta uma única saída:

Monitorar a agressão do mercado para ter indícios da atuação dos players que têm lotes suficientes para mover os preços.

A magnitude e o intervalo entre essas agressões costumam dizer muito sobre a intenção dos players!!!

Com esse tipo de abordagem o risco dessas estratégias é reduzido de forma significativa porque nossas operações tendem estar alinhadas com o fluxo de execução dos grandes players.

2 Dicas para você ter sucesso sendo como Investidor Ativo!


1# O aprendizado desse tipo de operação requer desenvolvimento de habilidades, sendo elas: Habilidades Analíticas, Operacionais, Gerenciais e Emocionais.

Eu costumo instruir nossos alunos que comecem a operar com o menor lote possível e só aumentem esse lote quando atingirem métricas pré-estipuladas de consistência. Isso torna o aprendizado mais seguro porque você só aumenta o risco no sucesso.

2# Invista tempo na sua educação.

Grande parte dos erros e que geram prejuízos gigantescos poderiam ser evitados com instrução adequada.

Se você está lendo até aqui eu pressuponho que tenha tido interesse e, portanto, sugiro que comece a acompanhar o fluxo de agressão do mercado.

Resumindo o que aprendemos.


-Investimento Passivo tem a ver com estar atrelado puramente à rentabilidade de um ativo enquanto Investimento Ativo consiste em gerar renda escolhendo entrada e saída em cada ativo;

– A maior parte das pessoas que tenta fazer Investimento Ativo utiliza técnicas que só avaliam preço;

– O mercado reflete e precifica o futuro e não o presente e não temos como competir com os grandes players em termos de previsão de futuro;

– Os grandes players são obrigados a executar ordens a mercado para formarem suas posições e essa execução (agressão) nos gera um excelente sinal.


Então é isso aí… espero que tenha gostado do artigo!

Grande Abraço e Atitude Vencedora,
André Antunes