COMO FUNCIONA O IMPOSTO DE RENDA NO DAY TRADE?

ETF
O QUE É ETF?
7 de novembro de 2019
bitcoin
O QUE É BITCOIN?
11 de novembro de 2019
imposto de renda no day trade

O Day Trade definitivamente é um dos meios mais eficazes de se ter lucros sem precisar sair de casa. Mas, infelizmente, isso ainda é considerado uma atividade econômica e, como sempre, é taxada pelo Estado. Portanto, é necessário saber como funciona o imposto de renda no Day Trade, especialmente quando consideramos as pesadas multas aplicadas pelo Fisco sobre o que eventualmente deixamos de recolher.

Imposto de renda no Day Trade

Primeiramente, é importante dizer que você precisa ter uma vida fiscal organizada. Tudo que você possui no mercado financeiro deve estar devidamente catalogado e com fácil acesso, pois sua trajetória para recolhimento do imposto começa com uma DARF.

DARF é uma Declaração de Arrecadação da Receita Federal. Nesse documento você usará o código que, provavelmente, será 6015, caso você opere como pessoa física. Essa declaração precisa ser feita por todos que operam, mesmo que você não tenha tido nenhum lucro.

Nesse caso, é necessário fazer um relatório dos seus prejuízos. No caso dos lucros, a alíquota é de 20% sobre os ganhos mensais, devendo a DARF ser paga até o último dia útil do mês subsequente. Além disso, junto do valor de lucro ou prejuízo que você teve, é importante inserir todos os ativos operados. Daí a importância de ser bem organizado e manter tudo catalogado.

Todas as corretoras são obrigadas a reter 1% do valor dos seus lucros na fonte, ou seja, você irá abater esse valor da sua conta, já que ele é repassado diretamente para a Receita Federal.

O que precisa realmente ser declarado?

Se você quer saber se algo vai escapar à sua tributação, entenda que o governo considera como Day Trade toda operação que você realiza em Bolsas de Valores, mercadorias e futuros em geral, que se inicia e termina dentro de um mesmo dia.

Uma boa notícia é que você pode abater do valor calculado os seus prejuízos com Day Trade, mas é importante notar que somente são considerados para esse fim os prejuízos que venha carregando em meses anteriores ao que você está operando.

Se você atrasar o imposto, não tem como passar batido sobre o valor. Cada dia que se passa há uma multa com juros aplicados de 0,33% ao dia, ou seja, em pouco tempo o valor que você devia começa a aumentar assustadoramente.

Como fazer?

O próprio Trader pode tomar conta de seu cálculo do imposto, mas se engana quem pensa que pode esconder algo do Fisco. Através daquele 1% retido na fonte, a Receita já sabe o quanto você deve declarar como rendimento. Como sempre, o Governo é extremamente eficiente quando se trata de ganhar dinheiro do contribuinte. Tentar fugir do imposto nessa situação pode gerar multas maiores e até mesmo problemas mais sérios, como uma acusação de sonegação fiscal. Sendo assim, eu recomendo plenamente que você crie um sistema bastante disciplinado para organizar suas operações e para estar em dia com o Fisco. Dessa forma, você deixará a cabeça limpa e fresca para o que realmente interessa: tirar dinheiro do mercado.