FLUXO DE ORDENS

É o nome que se dá ao processo de envio e cancelamento de ordens de todos os players. Há dois tipos de fluxo de ordens:

O primeiro é o fluxo de ordens limitadas, ou seja, de ordens que são enviadas ao Book de Ofertas e aguardam execução, juntamente com o fluxo de ordens canceladas.

E o segundo e mais importante tipo é o fluxo de ordens agredido. Lembrando que agressão é o ato de enviar uma ordem a mercado que irá consumir a liquidez de uma ordem limitada aguardando execução no Book de Ofertas. Esse é o fluxo que consome a liquidez dos preços de compra / venda e abre espaço para os preços caírem / subirem.

Essa diferença entre os fluxos é muito importante e merece um pouco mais de atenção.

O primeiro contato de uma pessoa com Book de Ofertas costuma ser um pouco traumático.

Primeiro, porque as cotações se mexem rápido e principalmente porque essas pessoas tendem a olhar somente para o fluxo de ordens do Book de Ofertas querendo tirar conclusões. Elas costumam observar se tem mais compra ou se tem mais venda, costumam procurar áreas de lotes grandes para se proteger e coisas do tipo.

É aí que está a grande sacada. A informação mais relevante de todas, e que pouquíssimos traders sabem olhar, é o fluxo de ordens agredido, porque é uma variável invisível. É esse fluxo que carrega uma das respostas mais importantes que você pode obter do mercado: você consegue estimar (digo estimar, porque certeza não existe nos mercados) o grau de informação superior de determinada ordem.

O termo “Fluxo de Ordens” também pode ser usado no sentido analítico, ou seja, a “Análise de Fluxo de Ordens” (tape reading) é um dos 15 estilos ou conceitos operacionais. Ao contrário do senso comum de que os players tomam decisões baseados apenas em análise técnica ou análise fundamentalista existem, pelo menos, 15 estilos ou conceitos operacionais.

 

São eles:

– Análise Fundamentalista (macro fundamentado / valuation);

– Abordagem Inter mercados;

Hedger;

– Arbitragem sem risco;

– Travado (combinação de ativos);

Trend Follower;

Trade de Bandas (princípio de reversão à média);

– Ciclos e Sazonalidade;

– Reconhecimento de Padrões;

– Estatístico & Indicadores Técnicos;

Price Action;

– Seguidores de ordenações da natureza (adeptos a matematizar o

mercado);

Market Maker – (ainda pouco representativo no Brasil);

– Análise do Fluxo de Ordens;

– Algoritmos (todos os tipos desde HFT aos Low Frequency simples

baseados em indicadores técnicos);

Cada um dos estilos acima requer crenças particulares. Isso quer dizer que, para um trader adotar o estilo de trend following, por exemplo, ele deve acreditar que os preços se movem em tendência.

A crença primária que suporta a tese de analisar o fluxo das ordens é que o fluxo tem poder explicativo sobre o preço (ou “causa preço”), e que mudanças no fluxo precedem mudanças em preço.

 

Quer conhecer outros Jargões utilizados pelos traders profissionais?

Cadastre seu e-mail no campo abaixo e receba gratuitamente um exemplar do Ebook “Jargões do Trader“.

Um Comentário

  1. Pingback: Roger B. Batte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo