COMO OPERAR FOREX?

Swap Cambial
O QUE É SWAP CAMBIAL?
23 de outubro de 2019
Paul Tudor Jones
TRADERS DE SUCESSO: PAUL TUDOR JONES
25 de outubro de 2019
Como operar Forex

Como operar Forex? Essa é a pergunta de muitas pessoas que começaram a pesquisar um pouquinho sobre o câmbio de moedas, mas talvez o mais interessante é saber que esse é um dos maiores mercados do mundo, chegando a movimentar 5 trilhões de dólares por dia. Isso dá ao Forex muitos dos elementos mais atrativos para um trader, como liquidez altíssima, talvez a maior do mundo, possibilitando a estruturação de operações extremamente criativas e amplas.

O que é e como operar Forex?

Primeiramente, vamos começar pelo que significa “Forex”. Esta é a sigla para Foreign Exchange, ou câmbio de moedas internacional. Então já deu para ter uma pequena ideia de como isso funciona, não é mesmo? A ideia principal do Forex é fazer você investir na flutuação dos valores das moedas estrangeiras. Assim, você ganha conforme compra e vende moedas, sempre negociando um par (ou razão entre duas moedas) e lucrando de acordo com a variação do valor relativo entre elas.

Para ilustrar melhor, tente olhar em algum site a cotação do real. É normal encontrar variações que acontecem em questão de minutos, chegando a vários centavos dentro do mesmo dia. Sempre que olhamos um valor desse é comum pensarmos que os lucros serão baixos, mas lembre-se que o mercado de moedas internacionais é altamente alavancado, permitindo multiplicar em centenas de vezes os lucros resultantes dessas pequenas variações.

“Como operar Forex?” é uma pergunta que se responde de maneira fácil. Primeiramente, esqueça a lógica mais simples de ir até uma casa de câmbio para comprar uma moeda.

Você precisaria de uma situação caótica e inesperada, que resultasse em uma variação astronômica para ter algum lucro. Então, o certo mesmo é se cadastrar em uma corretora internacional, especializada em Forex, para que você possa operar diariamente nesse gigantesco mercado. É importante ressaltar que, no Brasil, o FOREX infelizmente ainda não é regulamentado pela CVM, motivo pelo qual não é muito seguro confiar em uma corretora brasileira de Forex, já que a ausência de regulação atrai muitos golpistas e promessas totalmente fantasiosas de rendimentos estratosféricos.

Par de moedas

Feito o cadastro na corretora, você vai escolher um par de moedas para operar. Esse par, em geral, será composto por duas moedas estrangeiras, como, por exemplo, o Dólar Americano (USD) e o Euro, um dos pares mais populares do Forex. Assim você receberá um valor base, algo em torno de 1,34. Ou seja, você precisa de 1,34 dólares americanos para poder comprar 1,00 Euro.

A lógica é utilizar esses pareamentos para fazer operações de compra/venda e obter lucro. Lembrando que as casas decimais do Forex são 5, senão não teríamos tantas oportunidades de trade, já que as variações entre as moedas costumam ser pequenas dentro de um mesmo dia.

Não existe uma Bolsa de Valores que centralize unicamente as operações de Forex. Quem comanda esse mercado são as corretoras e grandes bancos internacionais. Sua operação ocorre 24h por dia, em 5 dias na semana, possibilitando a você um tempo muito maior de trabalho e lucro.

Por outro lado, os riscos costumam ser mais altos do que a Bolsa de Valores, especialmente para os iniciantes que chegam ao Forex com expectativas totalmente irreais.

Há também quem utilize “robôs” programados para comprar e vender nas horas certas, mas é preciso tomar cuidado, pois esses robôs tendem a ter um prazo de validade bastante curto em um mercado dinâmico como o Forex, sendo, na maior parte das vezes, apenas uma questão de tempo para que você comece a perder dinheiro, se operar exclusivamente com base em um robô.