COMO FUNCIONA O DAY TRADE?

day trade vale a pena
Day Trade vale a Pena?
12 de agosto de 2019
COMO-SURGIU-O-TAPE-READING
Como surgiu o Tape Reading?
14 de agosto de 2019
Como funciona o day trade?

O Day Trade é uma modalidade de operação avançada em Bolsa de Valores, muito utilizada por operadores com perfil de risco arrojado. Sua principal característica é ser uma operação de curtíssimo prazo, já que tanto a compra quanto a venda do ativo financeiro são concluídas no mesmo dia. O objetivo do trader é lucrar com a oscilação de preço do ativo. Essa negociação pode durar segundos, minutos ou horas, que ainda assim será considerada um day trade. O mais importante é que comece e termine antes do encerramento do pregão do dia. 

Para facilitar o entendimento, daremos o seguinte exemplo: suponha que você compre uma determinada ação às 10h pelo valor de R$ 50,00 (cinquenta reais) e a venda às 11:30h pelo valor de R$ 54,00 (cinquenta e quatro reais). Neste caso, seu lucro será de R$ 4,00, ou 8%.

Agora, imagine que você tenha comprado um lote com 100 (cem) ações. Seu lucro será de R$ 400,00 (quatrocentos reais) em menos de 2h.

O conceito é fácil de entender, mas tenha paciência, pois o Day Trade comporta algumas desvantagens. Por ser uma operação diária e de curto prazo, os movimentos de preço tendem a ser menores do que aqueles que duram dias ou semanas. Logo, há a possibilidade de obter lucros até maiores do que o de um investimento comum, como também a possibilidade de a margem de ganho ser muito pequena ou até mesmo negativa, se não houver consistência no acerto das operações (os trades).    

Nessa linha, é importante ressaltar que a maioria dos iniciantes desiste de fazer Day Trade justamente por ter de arcar com os prejuízos dos equívocos que cometem, uma vez que vão ao mercado com a ideia do tão sonhado “dinheiro fácil”.   

Nenhuma operação pode te dar a certeza de ganhar muito dinheiro em tão pouco tempo. A possibilidade, embora real, não é garantida. Sendo assim, é preciso entender uma série de variáveis envolvidas, começando pelo conhecimento do trader sobre o mercado.

  Por tais motivos, recomenda-se que o Day Trade seja realizado apenas por aqueles que possuem disciplina e atenção e que se sintam capazes de agir, sem hesitação, ao perceberem mudanças repentinas no fluxo de movimentação do preço do ativo. É por isso que pessoas de perfil mais arrojado geralmente se encaixam melhor nesta atividade, uma vez que estão mais adaptadas ao risco e lidam melhor com as intensas variações no preço do ativo, ou até mesmo em seu próprio estado emocional.  

Mesmo ao trader mais experiente, recomenda-se que se especialize e foque em um único ativo, já que, tendo em vista os inúmeros modelos de operações existentes, é impossível acompanhar o mercado como um todo. Portanto, a escolha de um ativo é fundamental para que o trader tenha uma boa performance no mercado.

E como escolher o melhor ativo para se operar?

Embora seja possível realizar Day Trade em praticamente todos os ativos, é melhor buscar aqueles com maior liquidez e volatilidade. Isso porque a liquidez é um conceito econômico que leva em conta a facilidade com que um ativo pode ser convertido em dinheiro. Por consequência, podemos dizer que o que mede a liquidez de um ativo é o grau de agilidade para sua conversão em dinheiro. Este conceito pode ainda ser relacionado aos de “negociação” e “oferta”, ou seja, um ativo líquido é aquele que apresenta uma grande quantidade de ofertas e facilidade de negociação, permitindo a você abrir e fechar posições ao longo do dia sem maiores dificuldades. Já a volatilidade está relacionada à variação de preço do ativo, pois para encontrar boas oportunidades de compra e venda é necessário que o preço tenha boas movimentações ao longo do dia. Assim, caso a operação dê certo, quanto maior a amplitude dessas variações, maior será o seu potencial de lucro.

É importante ressaltar que, inicialmente, o trader precisa abrir conta em uma corretora de valores, o que é feito de maneira rápida e pouco burocrática. É necessário então, que ele se familiarize com dois conceitos: margem de garantia e alavancagem. Margem de garantia, como o próprio nome já diz, é o valor mínimo exigido pela corretora, a título de garantia, que possibilita trader negociar no mercado. Esse valor fica depositado em uma conta de sua titularidade.

Já alavancagem é uma espécie de empréstimo, um “crédito” que a corretora disponibiliza ao trader, que o permite negociar valores financeiros maiores do que o que realmente possui.

Em resumo, o objetivo do trader é identificar uma oportunidade favorável, liquidar seu ativo, lucrar e aguardar a próxima oportunidade. Assim, por ser uma operação a curto prazo, requer sabedoria, firmeza e rapidez na tomada de decisão, já que diferentemente dos investimentos a longo prazo, o Day Trade se inicia e se encerra no mesmo dia. Portanto, seja paciente e, principalmente, realista. Não se iluda com a ideia do “dinheiro fácil” e não se esqueça também da importância da hora de saber perder, enquanto o possível prejuízo ainda for pequeno, evitando entrar na chamada “espiral negativa do trader”.