Aplico análise de fluxo de ordens, mas estou com dificuldades em evoluir.

Se você já atua considerando o fluxo de ordens tenha certeza de uma coisa…

Mesmo que você ainda não faça tudo certinho, você está um grande passo além dos demais traders de varejo.

Isso não sou eu quem diz e sim diversos outros traders experientes, donos de prop firms e educadores dos EUA.

Isso porque você já não passa mais pelo problema de causalidade, ou seja, de achar que formações gráficas, indicadores e afins são a causa das oscilações de preço. Por mais que eventualmente você recorra a algum desses instrumentos, muito provavelmente você não busca a causa neles…

Só que como tudo na vida não é fácil, mesmo olhando para as variáveis adequadas você ainda pode estar enfrentando dificuldades em operar de forma consistente, não é mesmo?

Se eu tivesse que adivinhar as principais dificuldades que você deve estar enfrentando eu chutaria:

– Dificuldade em identificar as agressões (se estão tomando ou batendo) devido à rapidez.

– Não ter como olhar o fluxo de ordens no passado e estudar o que teria funcionado, para ganhar confiança no setup.

– Dificuldade em identificar a hora exata de entrar comprado ou vendido.

Claro que existiriam mais dificuldades, mas basicamente são essas dúvidas que mais recebemos de quem está com dificuldade em evoluir com análise de fluxo de ordens.

Quanto à rapidez, não tem jeito… Você precisa de treino e tempo de tela.

Eu mesmo fiquei com dor de cabeça nos primeiros dias que acompanhei Book de Ofertas e Histórico ao invés de gráficos.

Eu queria tirar o olho daquela tela…

Isso foi só no começo porque hoje te digo que não consigo mais não olhar essa tela (porque minhas respostas estão quase todas lá).

Vai demorar um tempo para você se acostumar com a velocidade!

Sobre, não ter como olhar o fluxo de ordens no passado é sim um problema para a maior parte das pessoas, especialmente as que não operam o dia todo.

Se você não tiver tempo durante o dia, minha sugestão é que você grave a tela e assista depois.

Uma outra forma recém criada por nós é acompanhar o histórico da agressão dentro do gráfico!

Clique aqui se quiser saber mais sobre isso>>

E por fim, vamos falar de um ponto quase que unânime: A hora de comprar e vender.

O engraçado é que nesse exato momento eu tô lembrando eu fazendo essa mesma pergunta para o Lombardi (ex Scalper e dono da corretora que financiava traders autônomos).

Na verdade não fiz só para ele e sim para alguns outros traders que operam na mesa ao lado e faziam resultados bem expressivos.

As respostas eram quase sempre: “depende… depende do contexto”, ou “compro porque entrou comprador e vendo porque entrou vendedor”.

E é claro que assim como você deve estar ficando nervoso eu também ficava por não conseguir arrancar nada objetivo.

E o fato é que eles estavam certos em não passar uma regra de bolo pronta para mim… eu tive que desenvolver as perguntas certas e ir testando, até que entendi a lógica do negócio.

Nessa época, eu descobri uma coisa que transformou meu operacional…

Eu descobri que não importa somente o que você faz (qual setup usa) e sim o que você está pensando enquanto faz.

Essa foi uma das viradas que eu tive como operador.

Eu descobri isso porque às vezes via que meu chefe (eu operei um tempo ao lado do Lombardi) entrava na operação contra o movimento do momento, as vezes entrava com o mercado de lado e as vezes entrava com o mercado a favor.

Não tinha regra…

Quando eu perguntava por que ele tinha entrado em cada um dos cenários ele falava coisas diferentes, mas TODAS ELAS sem exceção baseadas no que ele esperava que outros players iriam fazer.

Repare na força dessas palavras: Baseado no que ele esperava que outros traders iriam fazer.

Quando ele comprava com o mercado caindo, ele só comprava quando percebia que tinha entrado lote na compra com ele.

Quando ele comprava com o mercado brigado (negociando bastante lote, mas lateral) ele poderia comprar porque percebia que tinham parado de bater (agredir o comprador) e esperava que os compradores continuassem comprando, gerando momentum de compra, por exemplo.

E quando ele comprava com o mercado já subindo era porque percebia algum sinal que indicava que os compradores tinham mais lote para comprar.

Um exemplo disso é quando alguém tentar pagar um lote razoável num nível de preço e depois de não levar do mercado (não ser agredido) ter que agredir a venda para comprar o lote.

Esses são apenas alguns exemplos, pois existem inúmeros outros…

O importante é que você absorva esse conceito: O que você espera que aconteça quando algum determinado evento ocorre.

Quando você adquire essa mentalidade, você vai parar de buscar setups prontos e vai começar a enxergar o mercado e acredite, é uma mudança grande e perspectiva pelo simples fato de você estar considerando os outros na sua avaliação.

Toda vez que você pensar em comprar ou vender, se questione “o que eu espero que aconteça…”.

Você vai perceber que vários trades que está fazendo são simplesmente sem sentido…

E também vai começar a perceber novas oportunidades só porque está atento à reação dos demais traders aos catalizadores importantes.

Até amanhã

Hanna

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo