A DIFERENÇA ENTRE COPIAR E MODELAR OUTRO TRADER

O QUE VOCÊ NÃO DEVE FAZER DEPOIS DE STOPAR
28 de maio de 2019
Conceitos do tape reading
CONCEITOS FUNDAMENTAIS PARA EVOLUIR NO TAPE READING
14 de junho de 2019

Você já se perguntou como é difícil de replicar a mesma forma de pensar de outro trader? A indagação que fiz se refere àquelas situações onde você está em um chat, ouvindo a opinião de um outro operador, ou até mesmo lendo um texto escrito sobre a estratégia que ele executa no mercado. Você até a entende, mas quando está ali, sozinho na frente do computador, você dificilmente chega à mesma conclusão.

Especialmente em um chat, essa dificuldade é muito evidente. Você está ali acompanhando a pessoa, ela vai explicando, aquilo parece muito óbvio, mas quando você deixa de escutá-la e tenta replicar sozinho, parece que você se perde e não chega às mesmas conclusões. Ou até pior: pode ser que a pessoa tenha chegado a uma conclusão diversa da sua.

Se você já se sentiu assim alguma vez na vida, saiba que não é o único e eu também já estive nessa encruzilhada. Quando comecei minha jornada no trading, muitas vezes um operador mais experiente expressava uma opinião a respeito de determinado movimento de mercado e eu sempre me cobrava por não ter chegado àquela mesma conclusão, apesar de estar olhando as mesmas coisas que ele.

O fato de não chegar ao mesmo nível de conclusão dos mais experientes começou a me incomodar seriamente e foi aí que busquei algo que pudesse solucionar esta questão. Parte dessa solução veio do que aprendi no livro “Poder Sem Limites”, de Anthony Robbins, especialmente o capítulo em que ele fala sobre a diferença entre modelagem e cópia.

Segundo o autor, é possível obter os mesmos resultados de uma pessoa, bastando para isso replicar uma estrutura de crenças similar à que ela possui.

Crenças nada mais são do que filtros pré-arranjados que usamos para enxergar e entender a realidade que nos cerca. Por exemplo: eu morei muitos anos em São Paulo. Lá, na maioria das vezes em que o céu nubla, são grandes as chances de chover (diria até de 99%) grande parte do dia. Logo, acabei criando a crença de que céu nublado é sinal de chuva persistente. Provavelmente, quem vive em Natal não pensa da mesma forma, pois lá é comum o céu estar nublado, chover e 10 minutos, depois o sol reaparecer.

Já em se tratando de mercado, é comum a crença de que é perigoso operar contra a tendência do dia ou que é difícil operar dólar, por ser um ativo de movimentação muito rápida.

Como nascem as crenças

Dando continuidade ao que é explicado em seu livro, Anthony Robbins diz que as crenças são formadas de duas formas: por força de uma experiência traumática ou por influência do meio em que vivemos.

Algo muito comum que noto nos traders iniciantes é a crença de que é possível controlar o mercado. Como a maioria dos que vêm ao universo do trading já possuem certa bagagem profissional, é normal usarmos parte da experiência de vida que temos para entender o mercado. Em grande parte das profissões, é possível mudar o rumo de uma situação porque temos controle sobre a maioria das variáveis que determinam o resultado almejado. Por exemplo: se você for um gerente de projetos e algo dá errado, você ainda consegue corrigir a rota sem se desfocar do objetivo principal, pois você tem total controle sobre o orçamento e a equipe.

No mercado, não há este tipo de situação. Na verdade, você não consegue controlar o mercado, você só é capaz de controlar a si próprio, porque por mais que você se esforce, você não consegue fazer o mercado parar de subir ou de cair. E é muito antagônica esta crença a qual fomos criados.

Percebe agora por que é tão importante ter crenças compatíveis com a realidade do mercado? Porque é através delas que projetamos expectativas que influenciarão diretamente o nosso resultado. Logo, a diferença no financeiro de um trader já consistente e um ainda perdedor está no conjunto de crenças que cada um utiliza para enxergar o mercado.

Como acessar o sistema de crenças de uma pessoa?

Pelas razões anteriormente expostas, é fundamental que você acesse o sistema de crenças de traders já consistentes. É fundamental que você modele essa forma de pensar vencedora, caso deseje evoluir nessa profissão.

E por incrível que pareça, o segredo para ter acesso ao sistema de crenças de quem estamos tentando modelar está no tipo de pergunta que você faz a essa pessoa. Procure deixar de lado perguntas superficiais, tais como “onde você entra?”, “onde stopa?”, “com quantos pontos você zera?”, e foque em perguntas mais filosóficas, cuja resposta force a pessoa a expor o raciocínio que a levou a tomar aquela decisão.

A dica do livro “Poder Sem Limites” está em você preceder a pergunta com a expressão “em que você acredita?”. Assim, teríamos os seguintes questionamentos:

  • Você acredita que é para stopar com quantos pontos?
  • Você acredita que dá para ganhar quantos pontos no dia?
  • Você acredita que operar a favor da tendência é perigoso ou não?
  • Quanto que você acredita que um trader consistente consegue fazer?

Tenha certeza que ao responder esse tipo de pergunta, a pessoa estará acessando sua própria estrutura de crenças e você terá um bom indício do caminho que deve seguir para chegar às mesmas conclusões, ao mesmo raciocínio e, consequentemente, aos mesmos resultados.

Costumo dizer que fazemos dinheiro no mercado quando “trocamos de software”, isto é, saímos do nível da cópia e entramos no nível da modelagem de crenças. Só assim é possível replicar o que os outros estão fazendo.

Grande Abraço e Atitude Vencedora Sempre!
André Antunes

E se você tem interesse em conhecer mais, recomendo que Matricule-se agora mesmo no Programa Gratuito Formação de Trader

INSCREVA-SE GRATUITAMENTE NA FORMAÇÃO DE TRADER