Google - Scalper Trader

Desafios do Trader

por

Ao fim da última sessão falamos sobre a dificuldade em se tornar Trader Autônomo e que o principal motivador era não ter uma referência, ou não ter um molde para se espelhar. Esta afirmação é pouco profunda, mas não deixa de ser verdadeira.

Ser um Trader consistente é uma tarefa muito árdua, mas desde que tenha os pré-requisitos e decida ser um Trader do mundo corporativo, você garante pontos a favor: Você ganha salário para aprender, você aprende com quem sabe fazer. Pensem nisso…

Quando a decisão é ser Trader Autônomo, mesmo que possuam ótima formação acadêmica, você terá que passar toda a fase de aprendizado no trading sem receber nada, ou pior, muitas vezes perdendo dinheiro para o mercado. Como se não bastasse a questão financeira, tem o ponto crucial com quem você irá aprender a fazer? Em quem se balizar?

A internet esta repleta de informações, cursos, chats e etc. Mas será que as informações são confiáveis? Será os Instrutores possuem qualificação para serem mentores, nos quais os alunos se espelhariam? Deixamos aqui, um primeiro questionamento: quem escreve, fornece ou leciona tais materiais/cursos, atua exclusivamente como Trader ou não? Façam esse questionamento e surpreendam-se com as respostas e desculpas.

Principais motivos dos desafios do Trader:

- Errar e perder dinheiro figuram entre as maiores fontes de stress (e geradoras de medo)

segundo pesquisa chamada “Fear Factor” (Fator de Medo) realizada por acadêmicos da Universidade de Cambridge e apresentada no livro Finanças Comportamentais de Aquiles Mosca. Entretanto, errar e perder dinheiro no trading são situações vivenciadas quase que diariamente (especialmente se for um Day Trader).

- Não temos nenhum controle sobre o mercado, apenas sobre nós mesmos

Diferentemente de muitas coisas que acontecem em nossas vidas, no mercado, nós não temos o menor controle do que irá acontecer (considerando que você seja um Trader e que não opere volumes exorbitantes). Em muitas situações cotidianas, nossa capacidade de influenciar pessoas, processos muitas vezes nos garante sucesso. Ou seja, na vida, opinião firme e poder de persuasão são fatores determinantes. No trading quanto mais esforço você colocar em dominar a situação, mais vai dar errado. Umas das maiores virtudes no trading talvez seja a flexibilidade, a capacidade de moldar-se ao ambiente e dançar ao ritmo da música que alguém escolheu e esse alguém não foi e nunca será você. A única alternativa que temos é nos controlar, ou seja, já que não podemos escolher a música devemos saber se vale a pena dançá-la ou não.

- Aleatoriedade de resultados no trading

No trading, independente do que faça, não há garantias de sucesso em cada operação. Mesmo que você tenha recursos financeiros, tempo e alguém para se espelhar, algumas operações vão ser perdedoras. Faz parte e ninguém, nem os melhores conseguem evitar. A diferença é que os melhores Traders percebem objetivamente que estão errados e agem rapidamente cortando a perda pela raiz enquanto ela é pequena. E mais, não sofrem por isso. Como lidar com resultados incertos e ainda se manter confiante?

- Dificuldade do Trader em cumprir regras

O trading, ainda mais de forma autônoma, é uma das atividades que mais permitem liberdade em seus mais variados aspectos. A liberdade é quase que total, não há regras ou limites, além é claro do seu capital. Você pode operar ou não, decidir o que operar, quando entrar, quando sair, quando parar, etc. Em fim, você decide tudo. Assim, é muito fácil cair nas tentações e se auto sabotar, uma vez que ninguém esta te “cobrando”. Ter regras bem definidas e cumpri-las é um dos grandes passos a serem dados. Saber quando descumprir suas regras é uma virtude a ser adquirida com o tempo.

- Assumir responsabilidade total dos atos

A fora aprender a resignificar erro e perda de dinheiro, assumir responsabilidade sobre os atos talvez seja uma das qualidades mais difíceis. É muito raro ouvirmos das pessoas “eu errei”, o mais natural é ouvirmos “deu errado porque xxxx”. No trading, ninguém é culpado por seus resultados a não ser você. Mesmo que você não seja um Trader discricionário e utilize um sistema mecânico (que indique compra e venda sem sua interferência) a escolha deste sistema foi sua, portanto, você foi responsável tanto pelo ganho quanto pela perda gerados pelo sistema. Não assumir a responsabilidade é uma forma indireta de não assumir o risco de estar errado e de perder dinheiro. Este tipo de comportamento é típico de quem deseja ganhar passivamente, ou seja, de quem espera que os outros ou mesmo o mercado faça o trabalho.

- Empenho como Trader

Assim como tudo na vida, empenho é condição básica. Sem empenho ou dedicação é quase impossível ser bem sucedido em qualquer área. Agora pense de uma maneira mais objetiva, é possível um advogado também médico nas horas vagas?  O exemplo pode parecer inoportuno, mas não é. A grande questão aqui é que apesar da facilidade de acesso aos instrumentos financeiros (aplicações em ações, futuros, poupança, CDB, fundos etc…) ser Trader é uma profissão.  Não estamos dizendo que para aplicar na poupança tem que ser Trader, mas se você quiser fazer Day Trade, por exemplo, o componente dedicação/empenho será fundamental.

- Recursos financeiros suficientes

Não é necessário muito dinheiro para se tornar um Trader autônomo, mas também deve se levar em conta que durante a fase de formação (que dura aproximadamente 6 meses) você dificilmente conseguirá ganhar dinheiro para se sustentar. De forma bem generalista você deve possuir recursos para dois objetivos: 1º financiar sua conta de trading e 2º arcar com o custo de vida durante, no mínimo, 6 meses. O montante destinado para a segunda finalidade varia de pessoa para pessoa. Já a 1º não deveria variar muito de pessoa para pessoa, independentemente de quanto capital você tenha. Já que esta é a fase de aprender, o foco é operar o mínimo possível e também gastar o mínimo possível. Nesta conta devemos levar em consideração os custos com bolsa (emolumentos, registro etc…), corretagem e eventuais prejuízos. É muito complicado de precisar qual o capital mínimo para se colocar na conta trading, mas arriscamos dizer que com menos do que R$ 15.000,00 as chances de sucesso são muito baixas, pois é muito provável que os 6 meses te consumam uma boa parte disso.

- Acompanhar o mercado com 100% de objetividade

O que queremos dizer com objetividade é não distorcer as informações geradas pelo mercado, nem por fatores pessoais e nem por fatores técnicos. Neste exemplo, fatores pessoais podem ser: precisar do dinheiro, não poder perder, ter errado as operações anteriores, estar recuperando prejuízo e etc. Fatores técnicos podem ser definidos como ferramentas adequadas que permitam ao Trader perceber o que, de fato esta acontecendo no mercado, perceber o que todo mundo percebe e sob a mesma perspectiva. Ser objetivo é a base do alinhamento coletivo que tanto falamos. Para ser claro, o que queremos dizer é que análise técnica não é a ferramenta adequada para acompanhar o mercado.

- Não entender a natureza do mercado

Esse é o ponto que certamente gera mais discórdia entre os leitores. A maioria dos que procuram bolsa de valores acredita haver uma forma de descobrir como antecipar as oscilações do mercado. Alguns podem dizer que não, mas a grande maioria sonha em criar um indicador que seja praticamente perfeito, que acerte tanto e que erre tão pouco a tal ponto que os erros sejam quase que indolores financeiramente. Sejam sinceros, quantos já não estiveram nessa situação? É comum encontrarmos afirmações nos livros, na internet ou em cursos, de que o mercado se comporta em padrões e estes padrões se repetem ou que o segredo é desenvolver um trading system (ou adotar algum) e testá-lo para comprovar sua eficiência. Quem já tentou sabe: Isso não funciona. E não funciona por um único motivo: Cada momento no mercado é único, ou seja, o que esta acontecendo agora é diferente de tudo o que já aconteceu um dia. É difícil de acreditar, mas é a mais pura verdade, no mercado tudo é novo, cada oscilação, cada tick, cada operação que fazemos. A solução para este dilema não é aprender o máximo possível sobre análise, mas sim entender a dinâmica do mercado e aprender a ser levado pelo fluxo. São pontos de vista totalmente diferentes.

PS: A melhorar forma de enfrentar os desafios do mercado é estar preparado para ele. Nós desenvolvemos um treinamento gratuito que irá ajudar você construir a base necessária para evoluir como Trader através da Análise do Fluxo de Ordens. Clique no botão abaixo e aceite esse desafio:

curso-gratuito

A Scalper Trader acredita que é possível ter lucros consistentes no Day Trade. Assim, nós acreditamos que ao difundir conhecimento e habilidades específicas, estamos colaborando com o desenvolvimento dos traders.

2 Comments to Desafios do Trader

Deixe seu comentário aqui

  1. JEMERSON ROSA DOS ANJOS

    Ainda não sou um trader, porém, tenho visto esse negócio como uma oportunidade excepcional, dadas as minhas circunstancias atuais. assisti a alguns vídeos sobre análise técnica e não fiquei muito convencido de que daria conta do recado. Achei bastante complexo, mas, ao assistir o vídeo de vocês, senti novamente a vontade de conhecer mais a respeito do assunto. Tenho hoje 51 anos de idade e, não muitas oportunidades no mercado de trabalho convencional, além de saber que tenho a capacidade de assumir “algo novo e interessantíssimo como o trading”. Gostei muito do que ouvi no vídeo e, espero aprender muito mais a respeito. SDS!